Pilsen a capital da Boêmia.

Quando meu marido falou nesse bate-volta para a cidade da cervejaria Pilsner Urquell, eu logo pensei: – bom, deixa ele escolher algo, mas certo que deve ser meio furada, a cidade deve ser pequenérima e a cervejaria não turística. Errei todas, a cidade não é pequena, é a quarta maior cidade da República Tcheca, é linda (e como é), tem coisas para se fazer que justificaria uma hospedagem por lá para curtir 2 dias, guarda tanta história antes da cervejaria que se não fosse a Urquell também seria muito visitada. A cervejaria oferece um tuor guiado muito bacana, bem diferente do que fizemos na Heineken em Amsterdam, diferente pois não é “tecnológica” mas muito cult e divertida. Então, de agora em diante tenho que concordar com o marido cervejeiro, Pilsen é um ótimo bate-volta de Praga até para quem não bebe cerveja.

Um fato interessante sobre a cidade de Pilsen remete ao final da segunda guerra mundial quando americanos e russos tinham um pacto para libertação (e apropriação, de certa forma) da Europa: segundo esse pacto a República Tcheca era de responsabilidade dos Russos, porém os americanos já estavam na fronteira do país, sem nada poder fazer em função do pacto. Felizmente para a cidade de Pilsen o general americano George Patton descompriu as ordens e invadiu Pilsen expulsando os nazistas que à essa altura saqueavam a cidade. Por esse motivo existe na cidade um museu em homenagem ao fato e ao general e também existe uma grande comemoração anual na primeira semana de maio chamada de semana da libertação. O museu fica na praça central e a entrada custa 60 coroas a entrada, se tiveres um tempinho, aproveite; o museu é pequeno mas a história é grande.

O QUE FAZER:

De paradas obrigatórias em Pilsen: a primeira é o centro antigo e também os arredores da praça da república, assim como a Catedral de São Bartolomeu, o prédio da prefeitura, o museu de Patton, a grande Sinagoga (a qual esqueci de procurar, pois era 10 da manhã e já nos embalamos de Pilsner Urquell na praça), o anel de parques e claro a cervejaria Pilsner Urquell.

CENTRO ANTIGO E PARQUE MLÝNSKÁ

 

img_4862
Catedral de São Bartolomeu (Katedrála svatého Bartolomeje)

No centro antigo, na Praça da República o que mais lhe chamará atenção será a Catedral de São Bartolomeu (Katedrála svatého Bartolomeje), é realmente inotável pois sua torre tem 103 metros de altura e é a mais alta em uma igreja em toda Rep. Tcheca. É possível subir nessa torre e ter uma boa vista da cidade, basta desenbolsar 50 coroas tchecas e subir 301 degraus. Vale cada centavo e suspiro de cansaço. A visita a torre é possível das 10h da manhã até as 18 horas, sendo que a última subida é as 17:20.

A catedral gótica levou 200 anos para ser construída e está prontinha desde 1500.

img_4867
vista da torre
img_4866
nos fundos da catedral não deixe de ver de perto o prédio da prefeitura (o do relógio) tem a mesma idade da catedral e seu revestimento é bem peculiar parece ouro.

Outra dica – independente do horário, pois a foto abaixo foi tirada as 10 horas da manhã e o bancário em férias já estava de pilsner na mão, isso porque além de bancário o gaúcho é cervejeiro nas horas vagas rsrs. Bom a dica é tomar ao menos uma pilsner na praça, para ver a vida passar e reparar na quantidade de gente que sai para passear com o cãozinho e faz um pitstop para uma cerveja.

Ali a cerveha custa o equivalente a 5 reais, isso mesmo CINCO reais, para meio litro. Mas não se empolgue e perca o dia só na cachaça né?! hehe

img_4865
feliz por tudo, hehehe
img_8552
eu também, obervem que minha foto foi do celular mesmo, pois o bonito não largou o caneco pegar a máquina para tirar a minha.

Não esquecendo que aí na praça fica também o memorial de Patton o qual mencionei mais acima.

MLÝNSKA

img_4869

Saindo da praça eu recomendo ir pelo menos na parte mais famosinha do Anel dos Parques (Sadový okruh) que se chama Mlýnska. Esse lugar é o cartão postal de Pilsen, também pudera, contém o conjunto perfeito: laguinho/rio + construções européias + torres + verde.

Depois de uma voltinha no parque a minha sugestão é ir para um restaurante já que os tuors  na cervejaria (segundo ou primeiro motivo do bate-volta à Pilsen) começam na parte da tarde.

E claro que os caminhos por onde tu passares serão prováveis postais também.

img_8592-1
ruazinha qualquer
img_8590
a cidade também conta com os trans mas que para um bate-volta é desnecessário.

RESTAURANTE: SENK NA PARKÁNU

img_8637

Esse restaurante fica no centro antigo e fica bem ao lado ou junto (não lembro, muita pilsner) do Museu Da Cerveja. Esse museu é interessante, mas como é administrado pela Urquell e se você tiver que optar em fazer o museu ou a cervejaria, faça a cervejaria.

O restaurante é ótimo, rústico e você não se sentirá um turistão, já que este também é frequentado por moradores.

E uma ótima pedida é pedir o tradicional prato Goulasch. E pode ir tranquilo que a conta não será assustadora mesmo que você beber mais algumas Pilsner, lembre-se que você está no país e na cidade que a água é mais cara que a cerveja nos restaurantes, ou seja, o paraíso.

img_8642
delícia.

CERVEJARIA PILSNER URQUELL (PLZEÑSKÝ PRAZDROJ)

img_4868
a cara da alegria de conhecer essa cervejaria

Se fossemos aproximar a foto, veríamos a cara de alegria do cidadão mais ou menos como o cãozinho da foto abaixo: hehe

CZdUIC0WwAEDCjI

Depois de já termos conhecido o centro antigo, nos faltava ir a Pilsner Urquell; caminhamos mais ou menos 1km até os portões de onde a revolução cervejeira aconteceu.

Ir a Pilsen e não fazer esse tuor é como ir à Orlando e não visitar a Disney ou ir a Paris e não visitar a Torre Eiffel. É preciso reservar 2 horas para conhecer o lugar; Pra quem não sabe, nesta cervejaria foi inventada o tipo de cerveja mais bebida no mundo todo, a pilsen. Foi emocionante estar onde tudo aconteceu e ainda acontece, pois ela está em plena atividade e abastece muitas prateleiras e choppeiras desse nosso planetinha.

Como já disse no início do post, a mim não encantava tanto a idéia de ir a Pilsen e nem me passava pela cabeça visitar uma cervejaria… Mas eu sou a prova de que esse passeio realmente vale muito a pena, pois sai de lá entusiasmada, com vontade de comprar camiseta, boné, mochila e tudo mais da marca, hehehe. O marketing funcionou.

img_4871O tuor em grupo é guiado por guias extrovertidos, os quais devem amar muito seu trabalho, transparecem isso o tempo inteiro. Escolhemos um horário que este é feito na língua inglesa, pois de tcheco a gente só entende de beber, hehe

O tuor inicia com uma passadinha pelo museu com algumas relíquias, depois passamos por uma parte da cervejaria nova, onde vimos do alto a produção e engarrafamento. Depois fomos sendo introduzidos no método de produção, desde o recebimento dos grãos (usaram de um cinema em meio aos grãos para dar mais emoção e realidade a situação, ali já estava pago o passeio). Mas quando fomos caminhando em meio aos tanques de cobre tive vontade de pedir o trabalho da guia, hehehe, vai saber se em outra vida não trabalhei na Urquell, certo que eu era a degustadora, hehehe.

img_8678

Depois disso fomos aos subterrâneos da cervejaria e viajamos no tempo… Neste lugar acontecia (e ainda acontece) a fermentação e maturação da cerveja em enormes barris de madeira (leve um casaco mais grosso pois ali a temperatura está sempre a 5 graus).

img_8688E para fechar com chave de ouro o passeio, nos serviram cerveja diretamente de um dos vários barris que estavam ali maturando. Uma delícia.

img_4870

Fomos embora felizes da vida, sóbrios porque não era “a la vontê”, mas foi de tanta qualidade e tão original que estávamos preparados para ir a uma arquibancada e torcer pela Urquell em uma final com a Heineken (a qual também já visitamos, claro totalmente diferente, não desmerecendo, mas a Urquell mantem muito a originalidade e realmente nos encantou).

O tuor finaliza na lojinha de souvenirs onde meu marido comprou uns 10 canecos, camiseta, casaco, blusa, boné…  só parou porque eu lembrei ele que só tínhamos uma mala para despachar.

Informações do tuor:

Escolha um dos três horários de tuor em inglês, leve em conta os horários dos ônibus e se você tiver que ir até o ponto a pé. E se fores embora de trem é mais fácil pois é só atravessar a avenida pela passarela. O tuor dura 1h:40 minutos e mais o tempinho das compras.

Segue abaixo o site para você comprar os tickets:

https://www.prazdrojvisit.cz/en/tours/pilsner-urquell-brewery-tour/

Nós compramos os tickets na hora, mas se tu fores em alta temporada ou finais de semana pode ser uma boa ideia comprar antecipadamente. O valor é de 250 coroas.

Atenção: na hora de fazer a sua reserva, selecione o circuito Pilsner Urquell (não confunda com o Brewery Museum).

COMO IR À PILSEN PARTINDO DE PRAGA:

Há duas formas para o bate-volta, então testamos as duas: pela manhã nos deslocamos de ônibus, que é o meio mais barato de deslocamento europeu; tomamos um Flixbus, a viajem durou 1 hora, custou 2,10€ e tudo feito pelo app que é tão prático e seguro que você pode até acompanhar onde seu ônibus está em tempo real.

Minha dica é descer na parada Plzeñ CAN que é a mais próxima ao centro antigo.

Para voltar eu indico o trem, por três motivos: primeiro que existem mais horários possibilitando uma volta mais tarde, segundo que a estação fica bem próxima a cervejaria (é só atravessar a rua pela passarela) e terceiro que a vista do trem proporciona lindas paisagens, ainda mais se for na primavera.

O valor do trem fica em torno de 100 coroas, mais ou menos o dobro do valor do ônibus, mas mesmo assim não é caro.

No mais, curta muito Pilsen, a cidade que te transforma em fã dela, pois mesmo que você chegue por lá desanimado o clima leve da cidade vai te colocar em alto astral.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: