Dicas para organizar uma viagem para o Leste Europeu:

Tenho um post com 10 dicas para programar uma viagem, não deixe de ler.

E este é para você organizar uma trip pelo Leste Europeu.

Antes de tudo tenha em mente que para entrar na Europa você precisa de um seguro viagem. Este seguro serve para cobrir eventuais despesas de atendimento médico ou hospitalar. Nesta viagem mais recente que fizemos, o fiscal da aduana nem chegou a verificar se tínhamos, mas na maioria das vezes eles verificam. Então contrate um pois não custa muito caro; alguns cartões de crédito (por exemplo visa platinum e elo grafite) inclusive dão este seguro de brinde se você compra as passagens com o cartão deles.

Depois escolha um ponto de partida; importante aqui é o preço da passagem aérea e entrar por um país de entrada mais fácil ( uma que não te mandem de volta, hehe, pois as vezes acontece); para isso não acontecer, leia o post que mencionei acima.

Estávamos com planos para essa viagem um ano antes e de olho nas passagens aéreas, monitoramento semanalmente os preços nas cias aéreas. E aí você deve estar pensando, em qual cia ficar ligada?! Bom, em todas! Rsrsrs. Primeiro de tudo, olhei no site http://www.skyscanner.com quais seriam as cias que fariam os trajetos, aliás eu tinha dois, três pontos de chegada na Europa onde poderia iniciar a trip, um deles seria Lisboa, onde o desejo era grande pois para Lisboa tem voos diretos pela TAP partindo de Porto Alegre. Mas a promoção que consegui foi pela Latam, Poa- Sp – Paris. Custou o equivalente a 2000 reias pagos em milhas ida e volta, ótimo custo, então fica ligado que é possível que tu consiga esse custo.

Paris foi a porta de entrada mais tranquila que já experimentei na Europa; foi só aquela olhadinha no passaporte (com direito a risadinha da policial porque sempre fico com cara de espanto nessas fotos de passaporte) e tchau e bênção da alfândega. Ah, na Europa só se passa na alfândega uma vez, é ruim para quem coleciona carimbos no passaporte, mas não se perde tempo com isto.

De Paris fomos nos deslocando com ônibus, pois é o meio de transporte mais barato da Europa, depois vem os voos e o mais caro são os trens de alta velocidade e como já tive experiências com eles, já matei a curiosidade.

A empresa que faz quase que toda a Europa de ônibus é a Flix bus. Existem outras locais em cada país, como a Regiojet da República Tcheca, mas via de regra o flixbus é sempre mais barato, os ônibus são sempre muito bons, pontuais e além de tudo eles têm um aplicativo (com versão em português) que dá pra comprar as passagens, acompanhar os ônibus, etc.

Sem contar que viajar de ônibus é mais tranquilo para dormir do que avião, tem-se mais espaço e da para tombar a cabecinha para o lado e admirar as paisagens que depois provavelmente vão estar nos sonhos embalados pelo bus.

Como queríamos o Leste Europeu fomos indo de cidade em cidade e depois pegamos um voo dos últimos pontos e retornamos a Paris.

Bom, acabei ficando em Paris por 3 dias para aproveitar e trabalhar um pouquinho e ver uma amiga que mora por lá. Depois partimos de ônibus em sentido ao Leste Europeu que era o motivo dessa viagem.

DSC_1454
Basílica de Sacré Cœur – Paris França

De Paris saímos perto do final da tarde em sentido a Praga República Tcheca (com a empresa Regiojet), viajamos à noite toda e assim fizemos do banco do ônibus nossa cama, que por sinal era bem espaçoso e confortável. Tínhamos a opção de assistir filmes e acompanhar o trecho da viagem pela telinha que tinha em cada banco. Ah nesse ônibus tinha até serviço de bordo, tomamos um chocolate quente que já estava incluso na passagem. Esse trecho fizemos com a Regiojet pois a Flixbus não tinha direto de Paris a Praga. Recomendo as duas empresas!

DSC_1492
Centro histórico de Praga – capital da República Tcheca.

De Praga fomos a Pilsen passar um dia, o típico bate e volta. E desta vez fomos com a low cost Flixbus.

DSC_1565
Pilsen República Theca. A cidade da cervejaria que inventou a Pilsen.

De Praga fomos a Cesky Krumlov também com a Flixbus.

DSC_1717
Cesky Krumlov – República Tcheca, a cereja do bolo do Leste europeu.

De Cesky fomos a Vienna na Áustria com a Flixbus

DSC_1973
Vienna – Austria

De Vienna fizemos mais um bate volta, desta vez fomos à Bratislava na Eslováquia (de flixbus Claro rsrs).

DSC_1933
Bratislávia – Eslováquia.

Depois saímos de Vienna à Budapeste na Hungria.

DSC_2212
Budapeste – Hungria

E depois voltamos à Vienna também de Flixbus e pegamos um voo à Paris.

O melhor custo foi da AirFrance, que descobrimos esse trecho no skyscanner.com

 

Bom, este post foi para te dar o coração da viagem, uma ideia geral do roteiro da viagem. Nos próximos falo de cada parada.

Até mais, Kussie!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: