Parque Glaciar Exploradores.

Depois de ter tido um dia mágico nas Capillas de Mármol, o dia seguinte não seria menos eletrizante, o plano era caminhar sobre o gelo… sobre um glacial, o Glacial Exploradores. Essa atração também fica em Puerto Rio Tranquilo, aliás preciso dizer que essa cidade dentro das que passamos foi a que percebi maior movimento turístico, acredito ser a mais explorada comercialmente, no restante você tem a impressão de estar quase que só.

Para se chegar o glaciar você precisa pegar uma estrada de 52 km de rípio (saibro) até a entrada do parque e claro que tem um trekking até ele, certo.

Esse parque e também o vale onde ele está situado tem este nome em homenagem aos exploradores que o descobriram no século XVIII quando estavam em busca de uma rota mais fácil para ligar a Argentina ao Oceano Pacífico. Trata-se de um vale em meio a Cordilheira dos Andes. Confesso que a este caminho no vale até o glaciar acabou sendo mais bonito que o próprio glaciar.

Bem no início do caminho tu vai se deparar com um cemitério, mas calma que ele não vai te remeter à tristeza e alma penada. Com certeza tu vai imaginar o quão iluminada foi a vida de quem agora faz morada nas casinhas de madeira, sim são réplicas das casas que as pessoas tiveram em vida e agora terão na eternidade, é uma tradição. Achei o máximo de lindo!

DSC_3700

Mais adiante você depará com uma cachoeira, que é bem famosinha no trecho e todos param para tirar foto, com nós não foi diferente, mas não ficamos tão vibrantes com a beleza, é bonita, mas acontece que moramos numa região cercada de cachoeiras… então um gaúcho diante dessa cachoeira é capaz de nem registrar.

DSC_3633-2

Na sequência, as fotos do que nossos olhos foram descobrindo:

DSC_3643

DSC_3642

Mais adiante, aparentemente um alagamento que aos poucos tomou os dois lados da estrada. Depois nos demos conta de que tinham reconstruído a estrada no meio no alagamento que virou um lago… tornou as árvores de uma cor… se foi desastre não sei, mas que o resultado ficou cinematográfico.

DSC_3689-2

DSC_3691

Seguimos por terra e água e chegamos na origem do desastre, se via a força da neve, água e pedras… deve ter sido uma loucura…

Depois deduzimos que as avalanches por aqui são comuns, imagina reconstruir uma estrada à cada final de inverno?

DSC_3692

 

DSC_3693

DSC_3688

Alguns kms à frente começamos a ver uma geleira no topo de uma montanha, a qual nos hipnotizava e não tinha jeito, melhor parar do que bater o veículo que nem nosso era, imagina o preju, heheh.

DSC_3648

DSC_3650

DSC_3654

DSC_3657

Depois que quase esquecemos que estávamos a caminho de um trekking, sim a estrada era tão linda que até podia ser só isso para o dia que já estaria de bom tamanho.

DSC_3667

Voltando ao nosso roteiro, aliás, ele foi modificado neste dia por conta do clima (já falei no post das Capillas e tenho que repetir aqui: nessa região chove muito e é ganhar na loteria pegar um dia de sol e condições favoráveis para poder caminhar sobre uma geleira), sim esse era o Top dos top das galáxias do dia, mas teve que ser abortado.

Para quem vai caminhar sobre o gelo tem que contratar uma empresa no centro da cidade e pagar 100 mil pesos, pois esse passeio não é permitido sem guia. O trekking começa na Bahía Exploradores, e há outra opção a qual você pode fazer um trekkig até dois miradores e avistar grande parte do Glaciar que tem nada menos que 18 km.

INFORMAÇÕES PARA QUEM VAI CAMINHAR NO GELO:

O passeio começa às 7 horas da manhã, tem saída no centro de Puerto Río Tranquilo em uma Van que vai até o parque e a volta acontece pelas 19 horas.

Custa de 80 mil a 100 mil pesos por pessoa e inclui:

  • aluguel de equipamentos: grampões, polainas, corta vento…
  • lanches: sanduíche e brownie.
  • entrada do parque
  • guia

A caminhada no gelo dura 2:30 hrs e no total do trekking com o trecho no parque dura 7 horas.

Nós, mesmo tendo que pagar essa fortuna não perderíamos a oportunidade, mas até a menina da agência que vende o passeio nos disse que não valeria a pena, não veríamos nada e seria muito perigoso em função do clima, então engoli novamente o choro e vamos fazer o melhor que podemos com o que temos, e o que temos? Trekking no Parque Glaciar Exploradores.

glaciar-exploradores
Foto da internet

Chegamos ao parque debaixo de chuva e saímos debaixo de chuva, hehe, por horas mais fraca que com os casacos corta vento nos virávamos e outras horas tinha que por o equipamento de chuva, capa, boné… No fim do dia estávamos encharcados.

A entrada no parque do Lago SAN Rafael custa 5mil pesos.

IMG_20191227_113857

Na entrada do parque explicam que tu terá duas trilhas à fazer, uma de 1:30 com muitas subidas e outra de 45 minutos com subidas não tão íngremes, mas nada fácil também. As descidas não são contabilizadas, porque geralmente se desce rolando, hehehe.

Bom, iniciamos pela trilha mais longa, eu sempre penso: primeiro o mais difícil… e como foi difícil chegar no topo naquele dia, em muitas partes precisa-se praticamente engatinhar montanha acima.

IMG_2283

No início da trilha até tem um deck… imagino que para iludir as pessoas de que não vão sujar os tênis, OH, Imagina!!!! Os Tênis para esse dia tem que ter garrinhas bem novinhas, o suficiente para te manter com o bumbum longe do chão, o que é quase inevitável, não vou mentir, resvalei na subida e na descida várias vezes.

IMG_20191227_122232

Depois começa a se subir, resvalar, subir de novo… até que se chega numa parte de muitas pedras e pensa que a trilha seguiu errado, mas não é não… a trilha segue pelo meio dessas pedras mesmo e você precisará ter muita atenção para não virar vídeo cassetada ou capa de jornalzinho de sua cidade.

IMG_20191227_123902
há partes que árvores fazem a marcação da trilha
IMG_2304
final da trilha

Mas enfim chegamos ao topo e lá estava ele…. bonito? sim, bonito e cinzento, mas vou dizer, nada se compara ao Perito Moreno (outro glaciar na Argentina).

DSC_3670

Quem sabe com sol é mais lindo…

DSC_3671

DSC_3672

Almoçamos debaixo deste deck da foto abaixo, foi nosso telhadinho.

DSC_3683
o frio ali foi terrível, sensação de uns -10

Depois descemos e tomamos a segunda trilha, de 45 minutos até o ponto final, porque né, mesmo debaixo de chuva uma trilheira nata não vai embora sem ver o postal. Essa trilha também é de total pedreira na finaleira.

IMG_2288

IMG_2291

IMG_2348
acho que até na foto a gente resvala, cuidado.

Para esse trekking é recomendado tênis de trilha e importante que seja impermeável, capa de chuva…

Depois de muito molhados e sujinhos, nos trocamos no banheiro da entrada do parque e seguimos viagem de volta à Puerto Río Tranquilo e depois Coyhaique onde passaríamos uma noite antes de seguir em sentido norte da Carretera Austral.

Se você tiver um dia a mais em Puerto Rio Tranquilo há uma terceira atração chamada Parque Laguna San Rafael, o qual se chega por barco e tem saída na bahia do centrinho de Puerto Rio Tranquilo.

Agora olha as imagens da volta, a estrada é um espetáculo e a chuva deu uma brecha e lá estávamos no paraíso com sol.

IMG_20191227_154531

IMG_20191227_150657

Abaixo a verdadeira versão do tanto faz:

DSC_3695

DSC_3703

Mais uma porque esse lugar é digno!

DSC_3704

Bye Fridinhos, nos falamos de Puerto Cisnes.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: